Dia 05 em Arraial d'Ajuda: Praia de Pitinga, Passarela do Álcool em Porto Seguro e Tapioca

22.2.15


O dia de hoje foi separado para explorar as praias locais, e depois de conversar com o pessoal do hotel, decidimos ir até a praia de Pitinga, cercada por falésias. Ao chegar lá é possível perceber um pouco dos hábitos dos turistas de Arraial d'Ajuda.

Falo isso porque eu tenho por hábito chegar na praia cedo e curtir o sol até o meio-dia. Chego cedo porque sou carioca né gente, aí chegar nas praias do Rio no fim da manhã significa estender a canga quase no calcadão - rsrsrs.

Bom, de volta a Praia de Pitinga, a piscina natural que se forma - porque as falésias formam uma barreira que só permite o mar avançar quando a maré sobe - é excelente para a prática de Stand Up e Caiaque. É possível alugar os equipamentos na praia.

Falando das barracas, ficamos na Cabana Grande por indicação do pessoal do hotel, mas o bar mais conhecido por lá é o Uiki, voltado mais para o público eletrônico.

No bar Cabana Grande, a consumação mínima é de R$ 60,00 (já falei aqui que essa é uma prática comum - apesar de eu ser contra) e as opções são muitas. Também é cobrado um valor de couvert de R$ 4,00, pois a partir do meio-dia uma banda de MPB toca até o fim da tarde. Uma coisa legal desse bar é que, se você está com uma mesa na areia, você tem prioridade em uma mesa na parte de cima do bar para almoçar, quando a maré subir. A conta deu R$ 130,00.


Saímos da praia por volta de 13h e fomos descansar no hotel para ir a Porto Seguro no fim da tarde. Escolhemos esse horário porque, como não curtimos Carnaval, queríamos conhecer um pouco mais das lojas e da Passarela do Álcool, sem esbarrar na multidão de pessoas que vai pra lá para aproveitar a festa no fim da noite.

Às 18h fomos de balsa a Porto Seguro, e ficamos encantadas com o comércio da região, a conservação das casas coloniais, a quantidade de restaurantes e de todas as opções de barraquinhas de todas as coisas possíveis.


A Passarela do Álcool concentra toda essa variedade de lugares, de boas opções e de pessoas. Sim, é possível encontrar turistas de todas as regiões.

Além disso, fui apresentada a uma iguaria: milho na tigela. Nunca tinha visto e experimentei na Bahia. Adorei. Parece que fica mais saboroso, e como eu gosto de milho bem amanteigado e salgadinho, assim fica perfeito!


Compramos as últimas lembrancinhas antes de ir para Arraial d'Ajuda. Um dica importante: em Porto Seguro tem uma variedade bem maior de artesanato, coisas para cozinha e com um preço bem melhor. Vale a pena ir até lá e dar uma pesquisada. 

Já em Arraial d'Ajuda, fomos a uma loja que vende pedrarias. Coisas lindas, e com um preço ótimo. Comemos uma tapioca maravilhosa e fomos para o hotel porque o dia seguinte era dia de voltar para casa....



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abecedário de Viagens - Todos os direitos reservados • 2017 | Feito com amor por Lariz Santana